A CRISTOFOBIA DE BOLSONARO: O PERIGO DE UMA AGENDA POLÍTICA TEOCÊNTRICA

É uma estratégia eleitoral que permitirá a Bolsonaro reeleger-se em 2022. Mas é, também, mais do que isso. É o traçar de uma fronteira social cada vez mais profunda. Discursando na abertura da 75ª edição da Assembleia Geral das Nações Unidas, Jair Messias Bolsonaro, presidente brasileiro, procurou chamar à atenção para aquilo que ele acredita ser um fenómeno em crescendo: o da cristofobia. Apesar das perseguições aos cristãos...

CORONAVÍRUS, DEMOCRACIA E MEDO

Todos os tempos novos tendem a invocar os instintos velhos. Seja em guerra ou em pandemia, o instinto de sobrevivência é ativado e os valores elementares da sociedade são objeto de revisão inconsciente. Sabemos, e as ciências sociais o mostram, que a sociedade é, sobretudo, movida pelo conflito. É no seio deste que se produz as mais ou menos duradouras alianças, um mecanismo de contrapeso sociológico e político....

ESTÁTUAS, NACIONALIDADE E A ESCOLA QUE NÃO NOS FORMOU

No seguimento do homicídio de George Floyd, assistimos a uma cabal reivindicação global de combate ao racismo, um exercício extremamente difícil de levar a cabo em países onde este comporta uma dimensão estrutural. Como afirma Sílvio Almeida, em O que é o racismo estrutural?, o racismo “é uma forma sistemática de discriminação que tem a raça como fundamento, e que se manifesta por meio de práticas conscientes ou inconscientes...

O DESMORONAMENTO DE BOLSONARO

Com esta saída, Sérgio Moro tem sido transformado em herói em vários setores da sociedade brasileira. Tal aumento de capital simbólico é determinante nas suas muito prováveis aspirações presidenciais. O Brasil entrou em “Estado de calamidade” bicéfala, entre a pandemia do Covid-19 e a pandemia política de Jair-17. A presidência de Jair Bolsonaro constituía, desde o começo, um cenário de “bomba-relógio”, um difícil jogo de equilíbrio entre interesses...

COVID-19 E A REFORMA DA PROVIDÊNCIA

A eleição de Bolsonaro foi a caixa de pandora de uma sociedade profundamente assimétrica. Enganchada na eleição de Donald Trump e a reboque das nostalgias dos regimes autoritários e nacionalistas, culturalmente unívocos e moralmente ultraconservadores, tornou-se num pretexto de combate ideológico radical, o qual assumiu, desde cedo, uma feição religiosa: a busca pelo Messias. Esse Messias seria de outra matéria diferente do reformista humanista que Cristo simboliza, apresentando-se...

MAREGA: O ROSTO DECLARADO DE UM PROBLEMA INVISÍVEL

A onda de solidariedade para com Moussa Marega, avançado maliano do Futebol Clube do Porto, vítima de racismo evidente e grosseiro, não é sintoma de que temos um país antirracista por excelência, mas antes é sinal de que a empatia para com as vítimas de racismo é enviesada, demandando por casos evidentes e atores salientes. Portanto, por mais paradoxal que possa parecer, este despertar serve de prova da...

Back to Top
error: Content is protected !!