A ERA DA PÓS-VERDADE

A era da pós-verdade, da verossimilhança, dos factos alternativos, resume-se numa frase clássica: não deixar que a verdade estrague uma boa história. Como escrevia Mattelart, em História da Ciência de Informação (2006), a noção de information overload (excesso ou sobrecarga de informação) diz respeito a uma elevada taxa de entrada de informação nas sociedades urbanas que impossibilita o eficaz tratamento da mesma. Com isto, estamos diante de uma circunstância social na qual...

“QUE CIGANICE” OU DE COMO É URGENTE REPENSAR A POSIÇÃO DOS CIGANOS NA SOCIEDADE PORTUGUESA

As palavras têm peso porque adquirem significados culturais que lhes conferem uma dimensão particular, veiculando sentidos sociológicos específicos. Tanto o que é dito, quanto o que não é dito, são expressões culturais que aportam a determinadas mundividências. É por isso que a perceção de que o racismo não existe em Portugal, ou que tem uma dimensão social reduzida, não é coincidente com o número de expressões populares de...

A INVISIBILIDADE ESTRUTURANTE DO DIÁLOGO INTER-RELIGIOSO EM PORTUGAL

A descoberta da diferença no «outro», processo que designamos por alteridade, gerou uma cartografia de olhares de desconforto e rejeição pelas práticas culturais diferentes. Os romanos chamaram “bárbaros” a todos os povos cujos atavismos culturais não eram semelhantes aos seus, e no quadro já do Ocidente cristão todos os sistemas religiosos fora daquele universo referencial, de matriz judaica, foram classificados como “pagãos”. À luz dos primeiros passos da ciência...

LAICIDADE: A ILUSÃO DE UMA SOLUÇÃO

O primeiro passo parece ser o de elucidar os partidos políticos de que a laicidade não resolve o problema da invisibilidade das minorias religiosas nem combate os preconceitos sociais, cabendo aos mesmos integrarem esta temática num quadro alargado de políticas afirmativas da diversidade e de combate a discriminação. Uma das consequências do positivismo e das teorias da secularização, enquanto programa de “evolução civilizacional”, foi a crença no fim...

“LAICOS, GRAÇAS A DEUS”: A INVISIBILIDADE INSTITUCIONAL NUM PAÍS MULTIRRELIGIOSO

Falar de invisibilidade social diz respeito à existência de sujeitos que se encontram numa situação social vulnerável e marginalizada, seja pela via da indiferença, seja pelo preconceito. São, portanto, pessoas que habitam as “franjas” da sociedade, afastadas, simbolicamente, do palco da vida social, figurantes nas sombras. Em consequência, a invisibilidade tende a produzir uma imagem distorcida da realidade, ao fazer crer que determinados fenómenos sociais são inexistentes. Isto...

A “RAÇA”, UM CONCEITO PENSADO E BENZIDO COM TERMOS DO OCIDENTE

Quando se debate o racismo, tendencialmente invoca-se uma ideia de “racismo invertido” ou “reverso” como tentativa de amenizar a longa história de opressão racial por parte do Ocidente. O problema desta ideia universalista do racismo como aspeto intrinsecamente humano reside na história da fundação do racismo. Desde os séculos XV e XVI que a cartografia europeia, dialogante com a teologia cristã, localizou o Inferno no continente africano: marcada...

Back to Top
error: Content is protected !!