OS CENSOS ÉTNICOS E O RACISMO QUE NÃO EXISTE

Quando se silencia a questão étnico-racial dos censos (e o mesmo pode ser estendido, por exemplo, à questão da “orientação sexual”) o que se está a fazer é perpetuar a memória social instituída em torno de uma tipologia social imaginada. As justificações apresentadas pelo INE para o chumbo à introdução da questão étnico-racial nos Censos de 2021 são tecnicamente aceitáveis, mas não traduzem o principal problema de fundo:...

AS FILHAS DE MEDUSA, OU DE COMO A SOCIEDADE ODEIA AS MULHERES

Vivemos um tempo em que se banalizou e instrumentalizou o conceito de «politicamente correto», associando-o a uma espécie de conspiração política, com origem na Esquerda, mas que teria contaminado o centro-esquerda e o centro-direita, a qual visa a destruição do modelo social em vigência. O problema é que esta narrativa nada mais é do que uma manipulação ideológica que articula memórias individuais e aspirações nostálgicas acerca de um...

DEMOCRACIA RACIAL NUM PAÍS MAL-RESOLVIDO

Vivemos um tempo em que os efeitos negativos da globalização se fazem sentir. A fatura dos ciclos económicos, dos fluxos migratórios, e da glorificação do mercado por si mesmo, chegou finalmente. Os chamados “descamisados da globalização”, franjas sociais que na história recente se viram acomodadas e silenciosas, começaram a verbalizar o seu mal-estar e, num contexto de crise de representação por parte dos partidos políticos mainstream, aderem a movimentos extremistas...

DEMOCRACIA RACIAL E OUTRA “ESTÓRIAS” QUE O BRASIL GOSTA DE CONTAR A SI MESMO

Em rigor, o Brasil não só não superou a questão racial, como jamais superou a escravatura, simplesmente transformando a condição de escravo na condição da segregação racial. O caso brasileiro, com a eleição de Bolsonaro, de que pretendo falar, comporta uma dimensão de transformação ideológica e social tremenda, nem sempre devidamente alcançado pela imprensa e comentadores políticos. Se na Europa e Estados Unidos, com a crise económica de...

BRASIL: A LIBERDADE RELIGIOSA E O RETROCESSO CIVILIZACIONAL

A história do Brasil fez do país uma manta de retalhos étnico-culturais, produzindo uma sociedade cujas particularidades foram essenciais para a construção da Democracia Racial, um mito edificado a partir da crença de que a miscigenação constituiria uma “saída limpa” para o problema das tensões étnico-raciais do país. Tal facto nunca sucedeu, embora tenha permitido, no coração da diplomacia brasileira, posicionar o país como detentor de um soft...

O RACISMO INVERTIDO E A ‘FEITIÇARIA’: HISTÓRIAS AFRICANAS PARA ADULTOS

A década dos afrodescendentes (2015-2024) é oportunidade para variadas reflexões, com enfoque particular aos processos de adaptação social, cultural e económica dos (classificados étnico-racialmente como) afrodescendentes nas sociedades ocidentais. Recentes investigações, como a de Joana Gorjão Henriques, vêm desmontando décadas de superficiais postulados em relação, por exemplo, à sociedade portuguesa, mergulhada no doce bálsamo da ausência de racismo. Outros autores mostram como ser-se cristão, branco e falar português são indicadores...

Back to Top
error: Content is protected !!